"Sou gaucha, de Porto Alegre onde moro desde que nasci.
Tenho 50 e alguns, sou alegre e muito otimista.
Tenho muitos sonhos realizados e muitos ainda na fila de espera.
Sou uma mulher madura que as vezes anda de balanço.
Sou uma criança insegura, q as vezes anda de salto alto.
Sou uma mulher exatamente igual a todas as outras mulheres, talvez um pouco mais inconstante, talvez um pouco mais impulsiva, talvez um pouco mais compreensiva, talvez um pouco mais exigente, talvez um pouco mais pensativa, talvez um pouco mais sentimento, talvez um pouco mais razão. Talvez um pouco mais eu...
Sou apenas eu.








PENSAMENTO




" Renda-se, como eu me rendi.

Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei.

Não se preocupe em entender,

viver ultrapassa qualquer entendimento"

Clarice Lispector.








ARQUIVOS

18/11/2007a24/11/2007
02/09/2007a08/09/2007
12/08/2007a18/08/2007
06/05/2007a12/05/2007
22/04/2007a28/04/2007
08/04/2007a14/04/2007
01/04/2007a07/04/2007
25/03/2007a31/03/2007
18/03/2007a24/03/2007
11/03/2007a17/03/2007
04/03/2007a10/03/2007
18/02/2007a24/02/2007
04/02/2007a10/02/2007
28/01/2007a03/02/2007
21/01/2007a27/01/2007










SITES

Blog da Vivi
Blogando por aí
Club da Melhor Idade
Código Válido
Fahrenheit
Muita Letra
Pimenta Malagueta
Porta Curtas
Dicas de Livros
Alma Carioca
The Cave








TEMPERATURA

Click for Porto Alegre, Brazil Forecast






CALENDÁRIO









RELÓGIO










VOTAÇÃO

Vote Nesse Blog






MEU AWARD










AWARDS RECEBIDOS







































DESTAQUES











RECADOS










PARTICIPO



"YELLOW ROSES" FAZ PARTE






MUSICA

"U2 - One Love One Life"







CONTADOR











navegador(es) online






INÍCIO







CRÉDITOS




♥ Template ♥
Denise

♥ Código html ♥
Denise
Cristiny











 


 

O Prazer de Amar 

amantialma.gif sensual image by Marilove983

Escorregar por um corpo amado


Descobrir a cada dia um encanto


Desvios,clareiras,fogueiras


Rumos conhecidos por tão quentes

 
Em liberdade nosso amor proclama 


O sensual, o sexual,o normal


Em torrentes de anseio carnal


Nem importar o tempo ou demora

 
Vivemos a melodia do corpo aflorado 


Vibramos em contorções amadas 


Descobrimos e compartilhamos


Segredos antes inexplorados 


Na dança inebriante e quente 


Surge um frio na espinha da gente 


Que percorre dos pés à cabeça...


Nunca sentiram esse prazer ardente?


Não?...podem me chamar de tarada! 


Porque sou sempre quente........



Retirado do blog  mulher-feliz



Yellow Rose às 10h30 Hs.









 

Úmida!

 
 
 
    Quando amo fico úmida.
 

Você, me deixa assim... 
 

Me deixa única, lúcida, arrepiada, 
 

lânguida, querendo mais
 

sabendo, tendo, seu desejo. 
 


Sinto tua boca em meus seios.
 

Com seu deslizar
 

enlouqueço, desvaneço...
 

Sinto o fogo da sua língua 
 

provocando meu gozo. 


Descendo pelo meu corpo 
 

passando em meus pêlos 
 

passeando por entremeios 
 

escorregando em meu gozo
 

descobrindo meu cio.
 

Encontra meu sexo úmido 
 

sentindo meu cheiro,
 

de fêmea mulher, 
 

que aceita e acolhe 
 

tua entrada na caverna
 

Macia e úmida das
 

minhas entranhas


Sem pensar mais nada... 
 
 
Me entrego por inteiro

Ao dono do meu gozo, 
 

Em êxtase de prazer
 

Que me deixa
 

Sempre "úmida"...
 
 
Dilene Maia


Yellow Rose às 10h23 Hs.









 

Sem Você



 

 
Os dias sem você são assim...
a solitude incomoda,
o sol não aquece direito,
e a placidez é apenas aparente.
Não podendo lutar contra a realidade,
me deixo ficar absurdamente passiva,
à espera de um sinal,
um momento,
qualquer coisa que me traga
algo de você,
uma lembrança, um alento.

Nina Victor


Yellow Rose às 09h16 Hs.









 

TEMPO

Engraçado é o tempo...
Tão longo na dor e,
tão curto no amor.
Numa noite de agonia...
Como custa, o dia,chegar
E uma noite de amor...
Em segundos terminar...
O eterno parece nada...
O agora é tudo...
Queria parar o tempo...
No momento exato do beijo...
No momento exato do olhar...
Como é bom amar...
De corpo e alma se entregar..
E o tempo parar...
Que o mundo siga em frente
O nosso tempo é outro...
É o tempo do amor...
Tempo do coração...
Tempo dos apaixonados...
Tempo dos amantes...
Tempo nosso...
Nosso tempo...
Parar no tempo...
Parar o tempo...
Segundos,minutos,dias...
É tempo de ser feliz!

Jozayne 19/08/07-19:30



Yellow Rose às 11h22 Hs.









 

 

VIDA

um caminho
um instante
uma partida
uma chegada
sozinho
a dois
família
alegria
sentido
fascinante
exigente
choro
sorriso
amor
verso
inverso
prosa
crônica
dia
noite
nas linhas do tempo
a vida acaba
o que fica
é o que se foi.

Jo-14/08/07-12:32


Yellow Rose às 16h04 Hs.









 

Ser mãe


Quando todos te condenem
quando ninguém te escutar,
ela te escuta e perdoa,
por ser mãe - é perdoar!


Quando todos te abandonem
e ninguém te queira ver,
ela te segue e procura
pois se mãe - é compreender!


Quando todos te negarem
um pão, um beijo, um olhar,
ela te ampara e acarinha
por ser mãe - sempre é se dar!


( Poema de JG Araujo Jorge,
in " Cantiga do Só" - 1964 )

 



Yellow Rose às 22h01 Hs.









 

 


Por uma noite


Marcos W.Albuquerque


Por uma noite eu quero, 
Perder-me no teu ardor. 
E até o nascer do dia 
Deliciar-me com teu sabor. 


Por uma noite eu quero, 
Trocar beijos e carícias. 
Unir corpos e mentes, 
Sentir tuas delícias. 


Na cama, no chão, no banheiro 
Fazer amor sem ter medos. 
Num corpo-a-corpo inteiro, 
Desvendar os teus segredos. 


Por uma noite eu quero 
Em teus braços o sonho viver. 
Por uma noite de amor 
Até o amanhecer. 



Yellow Rose às 10h48 Hs.









 


   CHAMAS DE PRAZER 

 
Autor: Walter Pereira Pimentel

Meu corpo, tuas mãos procura
Para ser tocado
Envolvido, acariciado
Sentir o calor da tua ternura

Minha pele, ardente e cheia de desejos
Em tua pele se agasalha, se alimenta,
A boca não se contém, ansiosa e sedenta
Clama por teus beijos 
 

Os olhos  tornam-se embaçados
O olfato mistura cheiros, de amor e de pecado
E assim, a ti vou me entregando

  Freneticamente nossos braços vão se entrelaçando
Incendeia-se, chega ao clímax o meu querer
Minh’alma arde em chamas, de amor e de prazer!  



Yellow Rose às 10h37 Hs.









 

 

SE A VIDA...

Se a vida fosse um sonho
Eu gostaria de jamais acordar.
Se a vida fosse uma canção
Gostaria jamais deixar de ouvi-la.
Se a vida fosse uma flor
Gostaria que sua beleza e perfume não morressem.
Se a vida fosse um desejo
O desejo seria da eternidade...
Mas a vida é um caminho

Sem sonhos,
Sem canções,
Sem flores,
Sem desejos...
A vida é o desafio
De cada um de nós
Viver é sobreviver...
Chegar até velhice
É o mesmo que ganhar uma luta
Onde o troféu é a história que se pode viver.
Nada faz da vida
A certeza de um amanhã.
A vida é aprender que não se pode
Esperar o amanhã,
Pois o amanhã simplesmente é um mistério.
Viver o presente
É ser sábio,
Viver do passado e do amanhã
É acreditar em ilusões concretas.

Fabiana Oliveira

 

 



Yellow Rose às 16h02 Hs.









 

 

Poemas para todas as mulheres

Vinicius de Moraes


No teu branco seio eu choro.
Minhas lágrimas descem pelo teu ventre
E se embebedam do perfume do teu sexo.
Mulher, que máquina és, que só me tens desesperado
Confuso, criança para te conter!
Oh, não feches os teus braços sobre a minha tristeza não!
Ah, não abandones a tua boca à minha inocência, não!
Homem sou belo
Macho sou forte, poeta sou altíssimo
E só a pureza me ama e ela é em mim uma cidade e tem mil e uma portas.
Ai! teus cabelos recendem à flor da murta
Melhor seria morrer ou ver-te morta
E nunca, nunca poder te tocar!
Mas, fauno, sinto o vento do mar roçar-me os braços
Anjo, sinto o calor do vento nas espumas
Passarinho, sinto o ninho nos teus pêlos...
Correi, correi, ó lágrimas saudosas
Afogai-me, tirai-me deste tempo
Levai-me para o campo das estrelas
Entregai-me depressa à lua cheia
Dai-me o poder vagaroso do soneto, dai-me a iluminação das odes, dai-me o [cântico dos cânticos
Que eu não posso mais, ai!
Que esta mulher me devora!
Que eu quero fugir, quero a minha mãezinha quero o colo de Nossa Senhora!


Poema extraído do livro "Vinicius de Moraes — Poesia completa e Prosa",

Editora Nova Aguillar — Rio de Janeiro, 1998, pág. 262.



Yellow Rose às 14h24 Hs.









 

 

[ interlúdio ]

As vezes quero viver uma outra vida.
Não diferente da minha vida, mas diferente da vida que sempre vivi.
As pessoas vêm e as pessoas vão, e tudo a minha volta sempre muda.
Mas comigo sempre é a mesma vida, a mesma rotina,
a mesma insatisfação.
Sei que tenho medo das mudanças,
Mas gostaria de poder romper essas amarras e viver um lado da vida que eu nunca conheci
O lado de quem é feliz...
E que de repente tudo fosse diferente
nem que fosse só por um momento.
Nem que fosse pra ser normal, pra ser padrão,
ser fútil sem graça,
só pra ver como é que é
viver de um jeito que eu não sei viver.

Mas a mudança tem que vir de fora,
meu poder interior é muito auto-destrutivo pra ser inflamado de forma inconsequente.
É conformismo ou covardia pedir que alguém faça alguma coisa?
Mas é a única saída...



por Sir Uncle Sam em "
Confissões de Uma Mente Perturbada"



Yellow Rose às 15h56 Hs.









 

 

Hoje era só mesmo isto que precisava....

Chegar a casa, encher a banheira de água quente e de espuma e deixar-me ficar assim, no lusco fusco das velas que criam as sombras chinesas, a ouvir musica que faz sonhar, a fumar um cigarro.
O som da água, o deslizar da espuma nas costas, o pensar só no que apetece, o sentir-me tão leve...

Podia estar acompanhada, a beber espumante, a comer morangos e chantilli. Podia mas não estou.
Mas tambem ninguem me garante que a companhia iria ser boa. E se fosse alguem que ocupasse tudo? Ia perder a piada...
E de quando em vez sabe bem ter todo o espaço só para nós. Como aquele instante em que quem dorme connosco se levanta e nos permite preguiçar o corpo em toda a extensão da cama.....


Há momentos assim...que se fossem partilhados teriam com certeza outro sabor. E a imaginação lá se vai escapulindo entre um pensamento e outro fantasiando o que podia ser mas não é. A verdade é que sempre que abro os meus olhos estou assim, sozinha, mergulhada numa banheira de espuma...

Pouco importa, sabe tão bem!

Posted by RAKEL em "Confissões de uma Mulher de 30"


Yellow Rose às 15h17 Hs.









 

 

  POEMA ERÓTICO
 

 
Teu corpo claro e perfeito,
- Teu corpo de maravilha
Quero possuí-lo no leito
Estreito da redondilha...

Teu corpo é tudo o que cheira...
Rosa... flor de laranjeira...

Teu corpo branco e macio
É como um véu de noivado...
Teu corpo é pomo doirado...

Rosal queimado do estio,
Desfalecido em perfume...

Teu corpo é a brasa do lume...

Teu corpo é chama e flameja
Como à tarde os horizontes...

É puro como nas fontes
A água clara que serpeia,
Que em cantigas se derrama...

Volúpia de água e da chama...

A todo momento o vejo...
Teu corpo... a única ilha
No oceano do meu desejo...

Teu corpo é tudo o que brilha,
Teu corpo é tudo o que cheira...
Rosa, flor de laranjeira...

Manoel Bandeira



Yellow Rose às 18h10 Hs.









 

 

Essa água

 

Essa água que desce do chuveiro,

que molha meu corpo inteiro,

 

umedecendo meus cabelos,

escorrendo em meu pescoço,

beijando minha face,

tocando minha boca...

 

Essa água que desce do chuveiro,

que molha meu corpo inteiro,

 

acariciando minhas costas,

deslizando no meu peito,

percorrendo o meu ventre,

enrolando em minhas pernas...

 

Essa água que desce do chuveiro,

que molha meu corpo inteiro,

 

penetrando fundo em minha alma,

purifica e me acalma.

Essa água que ninguém mais vê,

somente eu, é Você!

Silvia Munhoz



Yellow Rose às 00h06 Hs.









 

Nua, mas para o amor
não cabe o pejo
Na minha a sua boca
eu comprimia.
E, em frêmitos
carnais, ela dizia:
– Mais abaixo, meu
bem, quero o teu beijo!

Na inconsciência
bruta do meu desejo
Fremente, a minha
boca obedecia,
E os seus seios,
tão rígidos mordia,
Fazendo-a arrepiar
em doce arpejo.

Em suspiros de
gozos infinitos
Disse-me ela, ainda
quase em grito:
– Mais abaixo, meu
bem! – num frenesi.

No seu ventre
pousei a minha boca,
– Mais abaixo, meu
bem! – disse ela, louca,
Moralistas,
perdoai! Obedeci...


 

Olávo Bilac

1865-1918



Yellow Rose às 15h45 Hs.